Em minha infância, junto com meu pai lia essa poesia de Manuel Bandeira, era tão bom, eu viajava com minha imaginação pensando no trem.

22 de junho de 2010

Trem de ferro

(Tom Jobim e Manuel Bandeira)

Café com pão
Café com pão
Café com pão

Virgem Maria que foi isto maquinista?

Agora sim
Café com pão
Agora sim
Café com pão

Voa, fumaça
Corre, cerca
Ai seu foguista
Bota fogo
Na fornalha
Que eu preciso
Muita força
Muita força
Muita força

Oô..
Foge, bicho
Foge, povo
Passa ponte
Passa poste
Passa pato
Passa boi
Passa boiada
Passa galho
De ingazeira
Debruçada
Que vontade
De cantar!

Oô…
Quando me prendero
No canaviá
Cada pé de cana
Era um oficia
Ôo…
Menina bonita
Do vestido verde
Me dá tua boca
Pra matá minha sede
Ôo…
Vou mimbora voou mimbora
Não gosto daqui
Nasci no sertão
Sou de Ouricuri
Ôo…

Vou depressa
Vou correndo
Vou na toda
Que só levo
Pouca gente
Pouca gente
Pouca gente…


Viagem ou viajem?

4 de junho de 2010

É comum termos essa dúvida! Sempre quando vamos escrever ficamos na incógnita: escrevo com “g” ou com “j”?

Vamos esclarecer esse problema de uma vez por todas! Observe:

a) A viagem que você irá fazer demora bastante, não é mesmo?

b) É provável que você viaje hoje, não é?

Qual a diferença entre essas orações acima, além das grafias viajem e viagem?

Na primeira, viagem é um substantivo que faz parte do sujeito. Já na segunda, é um verbo do sujeito “você”.

Assim, toda vez que viagem for um substantivo e indicar o ato de viajar, deverá ser escrito com “g”.

Quando for a flexão do verbo viajar na terceira pessoa do plural do presente do subjuntivo, virá com “j”: que eles viajem o mais breve possível, pois o trânsito já está começando a ficar ruim.

Veja outros exemplos:

Vocês fizeram boa viagem?
Não é bom que vocês viajem com chuva.
Eu viajei para Espírito Santo e foi ótimo!
A viagem para Espírito Santo foi ótima!
É praticamente certeza que a minha viagem será adiada!

Por Sabrina Vilarinho
Graduada em Letras
Equipe Brasil Escola


Dez mandamentos do futuro jornalista

25 de maio de 2010


1. O domínio da língua portuguesa é requisito básico na profissão. Habitue-se a ler diariamente jornais, revistas e livros e a manter-se atualizado com os demais meios de comunicação.
2. Prepare-se para passar alguns sábados e domingos dentro de uma redação ou na rua apurando uma matéria. A notícia não cumpre agenda e precisa ser divulgada todos os dias, sem descanso.
3. Saiba que o trabalho em equipe é importante na profissão. Ouça o que as pessoas têm a dizer, aprenda com os mais velhos e respeite os mais jovens. O jornalismo é uma carreira dinâmica, e nada melhor do que construir uma sólida rede de contatos.
4. Nem o melhor dos jornalistas sabe tudo de todos os assuntos. Seja humilde e, em dúvida, não tenha vergonha de perguntar.
5. Domine as ferramentas básicas de informática e aprenda um ou mais idiomas, em especial o inglês.
6. Descubra “quem é quem” na área; mais do que isso, saiba construir sua rede de relacionamento, sua network, importante em qualquer carreira, principalmente na área de comunicação.
7. Seja curioso, busque novos conhecimentos e amplie seus horizontes. Um bom jornalista tem na bagagem um vasto repertório de informações.
8. Seja ético e honesto em seu trabalho, pois só assim conseguirá o respeito e a credibilidade que o distinguirão na carreira.
9. Procure especializar-se numa área pela qual você tenha interesse genuíno.
10. Valorize a vida acadêmica e desenvolva senso crítico para ingressar e permanecer no mercado de trabalho.


O QUE É UM RELEASE

16 de maio de 2010

Release (“liberação”, em inglês ) pode se referir a:

Release (por extenso press-release), em jornalismo, é um comunicado que é emitido antes da notícia completa.


    O que são os mass media?

    16 de maio de 2010

    Mass Media

    Os Mass Media são sistemas organizados de produção, difusão e recepção de informação. Estes sistemas são geridos, por empresas especializadas na comunicação de massas e exploradas nos regimes concorrenciais, monopolísticas ou mistos. As empresas podem ser privadas, públicas ou estatais.

    Os Mass Media acentam em diferentes suportes ou tipos de transmissão da informação:

    Por difusão – Scriptovisual (imprensa escrita)

    – Audio (rádio)

    – Audiovisual (televisão e cinema)

    Por edição – Scripto (livro)

    – Audio (disco)

    – Scriptovisual (cartaz e poster)

    – Audiovisual (documento audio visual)

    Os vários meios de expressão social: a imprensa, a televisão, a rádio e o cinema, são orientados para um público que se pretende o mais abrangente possível, produzindo um produto específico de mensagens políticas, ideológicas, comerciais, recreativas e culturais etc.

    Texto transcrito do livro “A era de EMEREC ” de Jean Cloutier, Ministério da Educação e Investigação Científica – Instituto de tecnologia Educativa, 1975.Mass Media

    Os Mass Media são sistemas organizados de produção, difusão e recepção de informação. Estes sistemas são geridos, por empresas especializadas na comunicação de massas e exploradas nos regimes concorrenciais, monopolísticas ou mistos. As empresas podem ser privadas, públicas ou estatais.

    Os Mass Media acentam em diferentes suportes ou tipos de transmissão da informação:

    Por difusão – Scriptovisual (imprensa escrita)

    – Audio (rádio)

    – Audiovisual (televisão e cinema)

    Por edição – Scripto (livro)

    – Audio (disco)

    – Scriptovisual (cartaz e poster)

    – Audiovisual (documento audio visual)

    Os vários meios de expressão social: a imprensa, a televisão, a rádio e o cinema, são orientados para um público que se pretende o mais abrangente possível, produzindo um produto específico de mensagens políticas, ideológicas, comerciais, recreativas e culturais etc.

    Texto transcrito do livro “A era de EMEREC ” de Jean Cloutier, Ministério da Educação e Investigação Científica – Instituto de tecnologia Educativa, 1975.